Diário de Classe: Meios de comunicação – Realidade ou ficção?

Diário de Classe: Meios de comunicação – Realidade ou ficção?

0 6223

http://www.peteletrica.eng.ufba.br/?page_id=186

Por Claudia Zamuner

Assistindo à um desses jornais da noite, essa semana me deparei com uma reportagem que dizia que a Teoria do Big Bang havia sido confirmada por alguns cientistas de uma universidade dos E.U.A.; aproveitei a informação para iniciar a aula e para minha surpresa pude perceber que, fora as redes sociais e as informações que são divididas por elas, ninguém mais tem o hábito de assistir ou ler jornais, ver revistas científicas ou artigos. Apesar de termos algumas notícias por hora deprimentes, tristes, revoltantes não podemos deixar de interagir com o que acontece a nossa volta e optei por escrever sobre isso.

Sempre que tenho oportunidade divulgo não só a minha coluna como dos demais colegas do instituto em sala de aula e vejo que o retorno é mínimo. Conversando com os alunos pude perceber que o atrativo de suas atenções são seriados e poucos programas que envolvam ciências.

Mas como posso exigir dos alunos esse hábito se nem mesmo eu os tenho? Vejo seriados de comédia, mas não tenho interesse em assistir Natgeo por exemplo ou mesmo o Canal Cultura da TV aberta. É, preciso avaliar meus gostos, hábitos e rotinas para que possa incluir programas que podem acrescentar conhecimento e mais conhecimento.

http://vivendoavidacomoelaeh.blogspot.com.br/2013/03/tv-24h.html

Acho que uma das funções dos meios de comunicação deve ser o lazer, mas somos prisioneiros dos reality-shows, novelas, seriados, jornais sensacionalistas; quero deixar claro que informação nunca é demais, inclusive já até escrevi diversas vezes sobre seriados que utilizo em sala e acredito que esses programas que mencionei podem acrescentar algo mas devemos nos esforçar mais para mudarmos certos hábitos.

Acompanhar telejornais ou mesmo jornais impressos que tem site deveriam entrar em nossa rotina; não precisamos ter as manchetes sobre corrupção, ladrões e policias, porém se procuramos bem, noticias sobre ciências sempre são veiculadas e devemos nos esforçar para procurá-las, entender e transmitir para nosso público aí sim poder cobrar deles a busca pela informação.

 

Abraços, CZ

 

“Seja breve para que eles leiam; claro para que eles gostem; original para que eles não esqueçam e, acima de tudo, preciso, para que sejam guiados por sua luz” (Joseph Pulitzer)

________________________________________________________________________

NENHUM COMENTÁRIO

Deixar uma resposta