Subaquática: BONAIRE E A RELIGIÃO DOS MERGULHADORES

Subaquática: BONAIRE E A RELIGIÃO DOS MERGULHADORES

0 1207

Raquel e sua Capela (Foto: Raquel Rossa)

“Bon dia! Con ta bai?” (Bom dia! Como vai?, em papiamento).

Escrevo aqui de Bonaire, nas Antilhas Holandesas. Por alguns instantes, a mente fica confusa. Não sei direito se estou em território holandês de fato, mas esse sol e mar azul não me enganam por muito tempo. Por mais que esteja no caribe, ao mesmo tempo sinto-me na Holanda. Casas coloridas e idioma dutch por todos os lados, misturado ao papiamento (língua caribenha que muito lembra o português), ao inglês e ao espanhol. Estou aqui pela primeira vez para um evento de fotografia e filmagem subaquática. Apesar de Bonaire ser o paraíso para muitos mergulhadores, para mim nunca chamou a atenção, por um fato bem simples: para quem gosta de tubarão, lugar errado. O que estou fazendo aqui, então? Bom, acho que já expliquei. Não apenas os tubarões são a minha paixão, mas o oceano é a minha casa.

Moréia-Pintada (Foto: Raquel Rossa)

Como adorável observadora, não demoro a notar que este é um lugar diferente dos que costumo ir. Não são 16 pessoas em uma ilha, mas centenas de mergulhadores sedentos e vorazes interessados em explorar os recifes bem preservados da ilha. Aqui você mergulha literalmente 24 horas por dia. Não são apenas os mergulhos embarcados, mas por todos os lugares há cilindros disponíveis nas operadoras para serem carregados em pick-ups alugadas e prontos para caírem na água e serem consumidos em mergulhos de praia. Simples, vc coloca o seu equipamento no carro, pega um ou dois cilindros cheios, para em um dos mais de cem pontos de mergulho espalhados pela costa, depois devolve o tanque vazio.

Corais em Bonaire (Foto: Raquel Rossa)

Dez e meia da noite de sábado, encontro meu amigo Sean Havas, grande fotógrafo e apaixonado por tubarões como eu, no pier arrumando o seu equipamento de mergulho: “it’s like a religion” (é como uma religião), ele me disse. Neste momento, enquanto ele aprontava o seu equipo, falávamos sobre câmeras, e o seu comentário foi sobre usar uma marca diferente da que eu uso. Embora o comentário tenha sido feito sobre isso, me remeteu aos mergulhadores e Bonaire. E olha que havia descoberto há menos de 12 horas que Sean era um aficcionado por tubarões tigres, assim como eu. O que leva as pessoas a tomar o mergulho como uma religião? De fato, essa trupe se identifica à distância, na maioria das vezes. Porém, quando juntos, a situação fica ainda mais exacerbada. Nadadeiras para um lado, coletes para o outro, câmeras desfilam nas suas caixas-estanque, assim como as camisetas com as bandeiras vermelho e branco (nada a ver com política, apenas o símbolo do mergulho!). Afinal de contas, estamos em um “shootout”, uma semana de fotografias e filmagens que envolvem prêmios de mais de US$ 30 mil das marcas mais conceituadas da imagem sub. Aos meus olhos, o mergulho é como uma religião de mergulhadores.

Corais em Bonaire (Foto: Raquel Rossa)

Bonaire me interessa muito além disso. A ilha é pioneira em conservação marinha. Mantém o Parque Nacional Marinho há mais de 30 anos, com recifes de corais intocáveis. A água é cristalina, não recebe sedimentos de rio algum, mas também abriga o mangue Lac, importante refúgio de invertebrados, peixes, aves e tartarugas marinhas, especialmente a Chelonia mydas, a tartaruga verde, que se alimenta basicamente de algas que encontram no mangue o seu habitat ideal.

Peixe-Frade - Pomacanthus paru (Foto: Raquel Rossa)

Apesar de pensar que a religião é um dos cânceres da humanidade, chego a concordar com Sean quando ele me disse que é como uma religião. Uma vez fisgado pelo azul, você jamais irá abondoná-lo. Sei que ‘jamais’ é uma palavra impactante, mas, como diria Jacques Cousteau, nós, mergulhadores, somos uma espécie de bicho estranho que necessita do azul. Talvez, assim como o amor, essa seja a minha religião: o oceano e a sua imensidão azul. Até porque, nele nada é 100% garantido. Mesmo em Bonaire, um tubarão pode dar o ar da graça quando quiser, com a certeza de que será sempre muito bem vindo.

Trilha sonora para Bonaire:

Love is my religion – Ziggy Marley

Pictures of You – The Cure

________________________________________________________________________

Conheça o Microscópio Virtual

 

NENHUM COMENTÁRIO

Deixar uma resposta